Em qual posição está o Brasil no ranking de proficiência em inglês?

Olá pessoal! Estou tão animada por estar escrevendo este primeiro post do blog! Como post inaugural, achei interessante mostrarmos o nível de proficiência em inglês dos brasileiros e o que isso significa. Vamos lá!?

Antes de analisarmos os números, vamos ver o que significa para um país ter ou não ter um bom nível de proficiência em inglês.

Primeiro, é importante saber que o inglês é a língua franca do momento. Vamos à definição de língua franca pelo Cambridge Dictionary, tradução minha: “uma língua usada para a comunicação entre grupos de pessoas que falam línguas diferentes”, ou seja, o inglês é o idioma utilizado no mundo para que falantes de diversos idiomas consigam se comunicar.

Com o inglês, você não apenas poderá se comunicar com americanos, britânicos, canadenses e outras pessoas de países que têm o inglês como língua oficial. Você poderá se comunicar com qualquer pessoa DO MUNDO! Japoneses, indianos, italianos, chineses, alemães, espanhóis, e por aí vai.

Pelo fato de o inglês ser atualmente a língua dos negócios, da educação, da cultura, da política, da ciência e de qualquer outro ramo, é importante para todos os países que a sua população domine este idioma, pois isso propiciará ao seu povo mais autonomia, poder de comunicação e acesso às informações.

Segundo uma pesquisa deste ano feita pela EF (Education First) sobre a proficiência de inglês dos habitantes de 88 países e regiões que não têm o inglês como língua oficial, o Brasil ficou em 53° lugar. As classificações foram: [proficiência] muito alta, alta, moderada, baixa e muito baixa. O Brasil pegou a classificação baixa. A maioria dos países de classificação alta, que são 12 no total, está na Europa e são países desenvolvidos. (clique aqui para ver o resultado completo da pesquisa)

A pesquisa ainda mostra (clique aqui para ver um vídeo sobre isso) que a maior proficiência em inglês é correlacionada com maior renda, maior qualidade de vida, mais facilidade de fazer negócios e mais inovação.

Podemos concluir, então, que se um país instruir os seus habitantes a dominarem este idioma global, só terá benefícios, o que o levará a desenvolver-se mais rapidamente.

Só espero que o governo brasileiro entenda isso, e que se esforce para assegurar um ensino de qualidade deste idioma nas escolas públicas. Quanto aos adultos que não tiveram essa oportunidade, nunca é tarde para aprender.

A língua inglesa é considerada pelos linguistas como sendo relativamente fácil para os falantes do português, segundo relato de Arthur Bezerra, country manager da Berlitz, numa matéria da revista Exame, e portanto pode ser aprendida em qualquer idade.

Se você tinha dúvidas em relação à real necessidade de um país dominar o inglês, espero tê-las sanado com este post. No próximo post, analisaremos o papel do inglês na vida dos brasileiros.

Ficarei por aqui por hoje.

Até a próxima! 🙂

One Reply to “Em qual posição está o Brasil no ranking de proficiência em inglês?”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *